Pular para o conteúdo

Viver de renda passiva: um sonho que pode se tornar realidade

  • Notícias

Viver de renda passiva é um sonho para muitas pessoas, e a boa notícia é que é possível torná-lo realidade. Para isso, a Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) aponta a necessidade de aprender a poupar e investir pensando no futuro.

Anúncios

A expressão “Viver de renda passiva” é usada para se referir à receita proveniente de investimentos que geram um fluxo constante de dinheiro sem que seja necessário um trabalho ativo para mantê-los.

Para entender melhor o conceito, a Abefin faz o comparativo com outras formas de remuneração. O salário e as comissões, por exemplo, só são recebidos graças ao esforço empenhado no dia a dia de trabalho. Por isso, não são considerados renda passiva. 

Já o valor de um aluguel ou os juros recebidos após a compra de um título público exigem pouco ou nenhum esforço por parte do proprietário. Logo, enquadram-se na categoria de renda passiva.

Anúncios

Diferentes aplicações financeiras garantem a renda passiva ao investidor. Quem tem perfil conservador, com menor tolerância aos riscos, pode optar por direcionar a maior parte do dinheiro para uma carteira de investimento em renda fixa

Quem possui perfil arrojado pode investir majoritariamente em ativos de renda variável. Enquanto aquele com perfil moderado pode distribuir igualmente os recursos entre produtos das duas modalidades. 

De acordo com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), o mais importante é não colocar todo o dinheiro em apenas um tipo de produto financeiro. A diversificação é uma estratégia para minimizar os riscos inerentes a todo tipo de investimento.

Entre no nosso grupo do WhatsApp.

Leia também:

Passo a passo para tornar o sonho de viver de renda passiva realidade

Poupar e investir são as estratégias necessárias para quem deseja realizar qualquer sonho material, segundo a Abefin. Portanto, também é o caminho para quem deseja conquistar a tranquilidade financeira vivendo de renda. 

O primeiro passo é compreender a diferença entre os dois conceitos: poupar é economizar dinheiro e investir significa aplicar o valor economizado com a finalidade de fazê-lo render, conforme explicação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O segundo passo é ter a educação financeira como uma aliada, orienta a Abefin. O conhecimento na área permite entender a atual realidade financeira e definir as alternativas possíveis para poupar dinheiro, como cortar os gastos supérfluos, economizar na conta de luz, aproveitar ofertas no supermercado ou pleitear descontos pagando à vista. 

Como prioridade, o dinheiro economizado deve ser direcionado para a criação de uma reserva de emergência que, como o próprio nome diz, é uma quantia que deve ser guardada para ser utilizada em momentos de urgência, como a perda do emprego, doença ou outro tipo de imprevisto.

A Abefin alerta que o valor da reserva de emergência deve ser equivalente à cobertura das despesas pelo período entre seis e 12 meses. Isso significa que se o gasto mensal é de R$ 2 mil, a quantia guardada deve variar entre R$ 12 mil e R$ 24 mil. 

Com a reserva de emergência criada, é possível dar o próximo passo com segurança: escolher um investimento que ofereça a renda passiva. A Anbima aconselha que o futuro investidor conheça a rentabilidade, a liquidez e os riscos de cada aplicação financeira antes da tomada de decisão.

Opções de investimento para viver de renda passiva

Há diferentes opções para os investidores que desejam ter uma renda passiva. Para uma escolha assertiva, a recomendação é considerar o perfil do investidor e o momento econômico para identificar as melhores oportunidades.

Os fundos de investimentos imobiliários (FIIs) do tipo tijolo são os mais lembrados quando se fala em renda passiva. Isso porque esse tipo de investimento oferece uma remuneração periódica semelhante ao pagamento de aluguel.

Na prática, o investidor adquire cotas que lhe dão o direito à participação nos lucros de um imóvel, que pode ser um prédio residencial, uma sala comercial, um galpão logístico, um hotel, um shopping, entre outros. 

Além dos fundos, as ações que pagam dividendos são outra alternativa. Algumas empresas listadas na Bolsa de Valores (B3) distribuem parte dos lucros entre os acionistas, o que pode gerar uma renda regular e crescente ao longo do tempo. Por isso, antes de investir, a Anbima alerta que os interessados devem se informar se a companhia realiza esse pagamento.

Os títulos públicos são opções para quem deseja investir em renda fixa. Emitidos pelo Tesouro Nacional, eles são considerados os investimentos mais seguros disponíveis no mercado, pois contam com a garantia do governo federal. A remuneração é atrelada a um índice que pode ser previsto pelo investidor no momento da aquisição.

Agora que você já conferiu dicas para viver de renda passiva, não deixe de conferir outras dicas do Portal Caiçara.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *