Quantas páginas deve ter um currículo

0
Saiba quantas páginas deve ter um currículo. Confira o tamanho ideal e saiba como organizar as informações da maneira correta.

O currículo é um documento indispensável, que atua como uma ferramenta de empregabilidade e que visa descrever a trajetória de carreira de um determinado profissional, ou seja ele funciona como uma carta de apresentação profissional que exibe as habilidades, qualificações e experiências de um candidato.

Sendo assim o currículo é um importante documento que deve ser desenvolvido cuidadosamente para que destaque o profissional, chame a atenção do recrutador ao gerar valor a candidatura e consiga resultar em um convite para fazer uma entrevista de emprego ou participar de um processo seletivo.

Mas para fazer um currículo perfeito que chame a atenção do recrutador e que garanta um convite é necessário aprender a otimizar as informações, para que não fique muito extenso e acabe não sendo avaliado. Para ajudar os profissionais que têm dificuldade, desenvolvemos este artigo completo sobre o tamanho ideal, mostrando quantas páginas deve ter um currículo.

Leia também: Melhores sites de emprego [confira ótimas opções pagas e gratuitas]

Qual o tamanho ideal para um currículo?

Ao desenvolver um currículo o profissional deve ficar muito atento quanto ao tamanho ideal do mesmo, pois deve existir um equilíbrio entre objetividade e quantidade de detalhes de cada informação. Além disso ainda tem a questão da má organização estrutural, que também pode prejudicar a seleção.

Por isso, é necessário organizar as informações do currículo de maneira lógica e sucinta, ou seja sem expor muitos detalhes “dispensáveis” da trajetória profissional, afinal de contas o objetivo é priorizar o uso de palavras-chave que consigam destacar seu currículo sem torná-lo muito extenso e cansativo.

Assim sendo o mais indicado é proporcionar uma leitura facilita através de uma apresentação de informações com uma estrutura limpa e organizada que não exceda duas páginas, no máximo, para evitar ser eliminado logo na triagem, curto prazo, segundos, que é utilizado pelos recrutadores para pré-selecionar os currículos.

Leia também: Fonte para currículo [confira tipo e tamanho recomendado]

Informações que não podem faltar em um currículo

Os recrutadores prezam por currículos sucintos, diretos e que sejam direcionados com informações específicas e relevantes, por isso sempre opte por sintetizar as informações de acordo com a vaga para a qual está enviando seu currículo.

  • Dados pessoais: Coloque nome completo; endereço; data de nascimento; contatos como telefone, celular e e-mail; estado civil e caso possua link do seu perfil no LinkedIn.
  • Objetivo profissional: Coloque a área de interesse que você deseja trabalhar, ou o cargo para uma vaga específica.
  • Resumo de qualificações: Coloque de forma resumida suas competências e experiências para que gere interesse no recrutador.
  • Formação: Coloque informações do seu grau de escolaridade .
  • Idiomas: Coloque informações sobre o conhecimento em outra língua.
  • Experiências profissionais: Coloque as responsabilidades mais importantes de cada cargo ocupado, destacando as realizações na área para qual você está se candidatando.
  • Informações adicionais (campo importante no currículo para primeiro emprego): Coloque habilidades e qualificações que não sejam consideradas competências profissionais.
  • Atividades extracurriculares: coloque atividades positivas que realiza ou já realizou e que são práticas que contribuem ou contribuíram para a sua formação pessoal e profissional.
  • Cursos: Coloque informações de cursos profissionalizantes, workshops, congressos, palestras, treinamentos empresariais e/ou cursos online.

Além de saber o que colocar no currículo também é importante saber o que não colocar, isso porque como já explicamos anteriormente os candidatos devem priorizar apenas aquelas informações que realmente podem contribuir para a avaliação do seu currículo, confira abaixo.

Informações que podem e devem ser evitadas

Foto, pretensão salarial, cartas de referência, contatos de referência e certificados não devem ser colocados ou anexados no currículo, apenas quando solicitado pela empresa contratante. Outros dados que são completamente dispensáveis é o número de documentos pessoais, pois são desnecessárias na primeira etapa do processo de seleção.

Também recomendamos que os profissionais não usem linguagem na primeira pessoa e evitem colocar adjetivos genéricos e abrangentes como, competente, proativo, perfeccionista ou determinado. Então dê preferência por empregar apenas termos contextualizados, que possam deixar o currículo mais curto, focado e otimizado.

Quantas páginas deve ter um currículo

A equipe do Oportunidades Profissionais te deseja muita sorte para que seja selecionado para a vaga almejada e sugere que você leia os demais textos do site para absorver mais dicas e conquistar uma carreira de sucesso. Estamos abertos a responder todas as suas dúvidas sobre o artigo, nos comentários abaixo!

5/5 (1 Review)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.