Pular para o conteúdo

Empreendedorismo feminino: Entenda o conceito e veja ideias 

Entenda o que é de fato empreendedorismo feminino e entenda como começar o seu negócio em 5 passos!

Anúncios

No Brasil, mais de 45% dos novos empreendedores são mulheres, demonstrando uma marcante tendência de crescimento no empreendedorismo feminino.

Um exemplo emblemático é Luiza Trajano, fundadora do Magazine Luiza, seguida por sua sobrinha Luiza Helena Trajano, atual presidente que catalisou brilhantemente a transformação da empresa em uma gigante do varejo digital.

Figuras como essas, reconfiguram as dinâmicas do mercado e destacam a importância do papel das mulheres em cargos de liderança e gestão nas empresas. Se você ainda não entende o conceito de empreendedorismo feminino e quer entender melhor o que é e quais os impactos dessa nova realidade, fique com a gente até o final. Faça uma ótima leitura!

Anúncios

Leia também:

Pequenos negócios que dão lucro: Confira ideias para colocar em prática

Ideias de negócios lucrativos: Guia completo e atualizado

Como ser uma revendedora Boticário: Guia completo

Empreendedorismo feminino: Entenda o conceito e veja ideias 

O que é e qual a importância do empreendedorismo feminino?

O empreendedorismo feminino refere-se ao processo pelo qual mulheres identificam oportunidades de negócio, mobilizam recursos e criam empresas.

Contudo, essa movimentação das mulheres vai muito além de simplesmente gerir ou abrir um novo negócio, é um ato de empoderamento que permite às mulheres romperem com barreiras historicamente impostas, contribuindo assim tanto para o desenvolvimento econômico quanto social do Brasil. 

Entre no nosso grupo do WhatsApp.

Em um sentido mais amplo, novas empreendedoras, que não se restringem somente a donas de negócios mas também de mulheres que atuam em posições de gerência e liderança, frequentemente trazem novas perspectivas para a economia, fomentando inovação através de abordagens que priorizam a inclusão, a sustentabilidade e a equidade. 

Este impacto é observável não só nos lucros que geram, mas também na diversidade que promovem nos ambientes de negócios, desafiando as normas tradicionais e desempenhando um papel crucial na luta pela igualdade de gênero. 

Quais os desafios da mulher no empreendedorismo?

De fato, qualquer indivíduo que decida empreender no Brasil irá enfrentar desafios consideráveis, mas as mulheres frequentemente encontram obstáculos adicionais. 

Além das dificuldades cotidianas, que inclui assumir múltiplos papéis e rotina dupla, ser mulher pode significar lidar com barreiras que os homens geralmente não enfrentam.

Afinal, enquanto muitos empreendedores buscam a liberdade ao iniciar um negócio, muitas mulheres brasileiras o fazem por necessidade, seja para complementar a renda ou por não ter oportunidades de crescimento em sua carreira e emprego atual.

Sabendo de todos esses desafios, para facilitar e ajudar vocês, mulheres, a darem os primeiros passos nós, do Oportunidades Profissionais, à seguir iremos detalhar em 5 etapas como iniciar o seu negócio. Veja!

Como começar um negócio em 5 passos

1. Defina suas habilidades e competências

Antes de pensar em formalizar o seu negócio e já colocar a mão na massa, é preciso identificar suas habilidades e paixões. Pense no que você faria se o dinheiro não fosse uma preocupação.

Isso irá te ajudar a encontrar uma área de atuação que traga satisfação pessoal e profissional. Mas, claro que é preciso ter equilíbrio, afinal de contas, de nada adianta assumir um hobbie como trabalho se não é possível monetizar, certo?

Por exemplo, se você tem paixão por desenhar, escrever ou atuar, uma boa escolha seria abrir uma agência de publicidade e trabalhar com a área criativa.

Outros setores que seguem em alta em 2024 incluem:

Lembre-se de escolher um campo alinhado às suas habilidades e interesses, essa simples decisão irá aumentar consideravelmente as chances de sucesso do seu empreendimento.

2. Estude e se informe sobre o mercado

Uma vez que você tenha identificado suas habilidades e escolhido uma área de atuação, o próximo passo é estudar e entender o mercado no qual você deseja entrar. Isso envolve uma pesquisa aprofundada para conhecer as demandas, tendências, concorrentes e o comportamento dos consumidores.

Caso você não tenha dinheiro para investir inicialmente, não se preocupe, existem diversas plataformas online que oferecem formações em diversas áreas de atuação de maneira totalmente gratuita, uma delas é o Sebrae que possui cursos específicos para empreendedores e o Senai Play com trilhas de conhecimento que abrangem desde programação até o setor financeiro.

3. Abra o seu negócio

Depois de estudar o mercado, é hora de formalizar seu negócio. 

Para novos empreendedores, se registrar como Microempreendedor Individual (MEI) é uma excelente opção. O MEI oferece uma forma simplificada e sem custo inicial para abrir sua empresa, permitindo operar legalmente com um CNPJ, emitir notas fiscais e ter acesso a benefícios previdenciários. 

O processo de registro é simples e pode ser feito online, proporcionando um caminho acessível para iniciar seu empreendimento de forma estruturada e regulamentada.

4. Faça networking

Construir uma rede de contatos é fundamental para o sucesso de qualquer negócio. Participe de eventos do setor, feiras, workshops e grupos de empreendedores para se conectar com outras pessoas da área. 

O networking pode proporcionar oportunidades de parceria, mentoria, e até mesmo de clientes. Além disso, ser parte de uma comunidade empresarial oferece suporte, troca de experiências e conhecimentos valiosos que podem ajudar no crescimento e desenvolvimento do seu negócio.

5. Crie estratégias de divulgação

Independente da área de atuação e o mercado em que sua empresa irá operar, ter uma estratégia clara de marketing é crucial tanto para atrair clientes, quanto para fidelizar e construir uma imagem profissional.

Portanto, primeiramente, desenvolva uma identidade visual forte, escolhendo as cores conforme seus significados e um nome que represente bem a sua marca, se possuir meios invista em contratar um profissional que possa te ajudar. 

Em segundo lugar, considere criar conteúdos para redes sociais e blog, invista em campanhas pagas e avalie as estratégias mais eficazes levando em conta o seu produto ou serviço.

Por último, avalie a possibilidade de parcerias estratégicas com negócios locais e micro influenciadores nichados da sua cidade ou região. Dessa forma, o seu negócio começa da forma certa com todos os pilares bem estabelecidos e pronto para crescer. 

Fortaleça o empreendedorismo feminino no Brasil

Como você pôde ver até aqui, o empreendedorismo feminino é muito mais do que simplesmente a abertura de uma nova empresa por uma mulher, é uma forma de posicionamento e mudança de paradigmas.

Lembre-se de apoiar negócios à sua volta e fortalecer essas iniciativas, porque no final a verdade é que toda população sai ganhando com mais possibilidades, menos preconceito e maiores oportunidades de crescimento para todos.

Se você ainda tem dúvidas sobre o que é o empreendedorismo feminino ou como começar o seu negócio, deixe na caixa de comentários no final da página que nossa equipe segue atenta e pronta para te ajudar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *