Como se tornar assistente virtual

A assistência virtual é uma nova profissão que vem tomando conta do mercado, apesar de ainda ser pouco conhecida pela maioria dos brasileiros é uma das profissões que mais crescem no Brasil atualmente. A nova modalidade profissional é uma opção muito atraente, pois, permite que o profissional possa atuar em diversas áreas de forma remota, garantindo a ele mais flexibilidade de horário e conforto.

O assistente virtual é um profissional que pode oferecer serviços on-line para microempreendedores, pequenas e médias empresas, profissional liberal, startups, youtubers, blogueiros e organizações, nas áreas administrativa, financeira, comercial, secretariado, comunicação, RH, marketing digital, mídias sociais, atendimento ao cliente e muito mais diretamente da sua casa, do seu home office, business centers, escritório próprio ou de um coworking.

Se você gostou de conhecer um pouco desta nova profissão e quer entender melhor sobre os aspectos dessa nova modalidade profissional, confira a seguir as nossas dicas sobre como se tornar assistente virtual e criar um negócio próprio para usufruir de todos os benefícios que esta profissão pode proporcionar.

O que faz um assistente virtual

As atividades mais comuns realizadas por um assistente virtual são, digitação e tradução de documentos, atualizações dos sites e redes sociais da empresa, elaboração de planilhas e apresentações de slides, formatação de textos, pagar e receber contas, controle e organização de agendas, organização de festas e eventos, responder e-mails, atender e realizar chamadas.

Um assistente virtual também pode realizar tarefas pessoais para quem o contrata, por isso ao fechar um contrato é importante, ambas as partes, assistente virtual e contratante, determinarem com uma descrição bem detalhada e completa todos os serviços que serão prestados.

O assistente virtual deve procurar conhecer as necessidades específicas de cada cliente para encontrar a melhor forma de atendê-las com qualidade e profissionalismo para agregar valor à empresa.

Como funciona a rotina de um assistente virtual

Um assistente virtual realiza tarefas on-line relacionadas conforme serviços previamente estipulados nos contratos de trabalho e que exigem habilidades e conhecimentos específicos para execução. Lembrando que a rotina de um assistente virtual costuma ser bem flexível, visto que a mesma é desenvolvida pelo profissional.

Destacamos que as funções de um assistente virtual variam de acordo com suas competências que são previamente estipuladas em contratos de trabalho e fazem parte da sua rotina diária de trabalho.

Como é feita a contratação de um assistente virtual

O assistente virtual é um profissional que trabalha por conta própria, sendo assim sua contratação é feita através de contrato de trabalho, onde deve constar todas as atividades a serem desenvolvidas, os valores a serem pagos, a frequência de pagamentos e os resultados esperados da atuação do profissional.

Destacamos que o profissional que trabalha por conta própria deve garantir amparo legal e segurança jurídica se formalizando ao fazer o registro de pequeno empresário que é realizado por meio de cadastro como Micro Empreendedor Individual (MEI).

O cadastro de formalização do profissional gera uma arrecadação dos impostos para microempreendedores individuais que tem valor fixo e deve ser pago mensalmente. Este cadastro garante benefícios como aposentadoria, auxílio doença, auxílio maternidade, facilidade na aberturas de contas e obtenção de crédito, emissão de notas fiscais e redução do número de impostos.

Quanto em média ganha um assistente virtual

Um assistente virtual costuma ganhar entre R$ 800,00 e R$ 4.000,00 por mês, no entanto este valor pode ser maior ou menor, isso porque vai depender tanto da quantidade de horas trabalhadas quanto do tipo de serviço prestados.

Para saber quanto exatamente ganha um assistente virtual é necessário calcular as horas trabalhadas e saber o tipo específico de serviços que será realizado, o valor da hora vai depender da complexidade do trabalho que será executado, visto que algumas funções são mais trabalhosas do que outras

Um assistente virtual normalmente cobra por hora ou fecha um pacote de serviços mensais com o cliente. De qualquer maneira atualmente existem ferramentas virtuais para ajudar o profissional a calcular o valor da hora de trabalho, com base nas expectativas de ganho, custos e despesas mensais.

O que é preciso para se tornar assistente virtual

Para se tornar assistente virtual e criar um negócio próprio o profissional precisa ter algumas qualidades e habilidades desejáveis para o bom exercício das suas funções, como ser proativo, criativo, organizado, caprichoso, prezar pela qualidade do seu trabalho e ter boa desenvoltura para se comunicar.

Lembrando que o primeiro passo para ter sucesso nesta profissão é buscar conhecer a si mesmo, pois essa é a única maneira de conseguir identificar suas habilidades para conseguir definir o serviço que irá prestar, os perfis dos clientes ideais e saber aonde encontrá-los.

Uma boa maneira de iniciar o processo de autoconhecimento é fazendo uma lista onde deve contar habilidades, experiências e tarefas que gosta de realizar, para facilitar a tomada de decisão da área de atuação. Após determinar uma área de atuação, o profissional também deve identificar e listar os tipos de profissionais que utilizam estes serviços, para conseguir focar seus esforços em criar relacionamentos profissionais, pessoalmente ou virtualmente, para oferecer seus serviços a estes profissionais.

Vale lembrar que o profissional precisa ter entendimento da área na qual visa atuar e se possível ele também deve investir e fazer um curso de especialização para assistente virtual que o ensine todos os aspectos de como se tornar assistente virtual, desde a criação do seu negócio, para que o mesmo seja um profissional bem sucedido.

Equipamentos necessários para exercer a profissão de assistente virtual

Ressaltamos que o profissional que deseja trabalhar como assistente virtual deve ter em mente que está profissão foca em auxiliar empreendedores e empresários a buscar soluções para os problemas que vão surgindo na medida em que o negócio começa a crescer. Ou seja, é uma profissão que visa oferecer um profissional qualificado para que o contratante delegue algumas tarefas que consomem muito o seu tempo.

  • Computador ou Notebook
  • Telefone celular com aplicativos empresariais de comunicação
  • Endereço de e-mail profissional (corporativo)
  • Acesso à internet
  • Site
  • Redes Sociais
  • Ferramentas para trabalhar on-line
  • Agenda, bloco de anotações e canetas

O assistente virtual também deve investir em cria um portfólio digital (apresentação) eficiente para mostrar toda a sua capacidade, suas habilidades e diferenciais, visando divulgar o seu trabalho como assistente virtual para conquistar muitos clientes.

Como se tornar assistente virtual

O Oportunidades Profissionais deseja muita sorte aos futuros assistentes virtuais de e sugere que leiam os demais textos do site para absorverem mais dicas e garantirem um carreira de sucesso. Estamos abertos a responder todas as suas dúvidas sobre o artigo, nos comentários abaixo